A-Z índice do site

Covid-19: OMS alerta para a gravidade da variante “Delta”

A Organização Mundial de Saúde (OMS) considera que mesmo com o aparecimento da nova variante “Mu”, a estirpe “Delta” continua a ser a principal preocupação.

A chefe responsável pela resposta à pandemia da OMS, Maria Van Kerkhove, alerta para o carater “duplamente transmissível” desta variante em comparação com as demais.

Vírus em evolução

A OMS anunciou que está a controlar, de perto, a nova variante “Mu”, que foi identificada pela primeira vez na Colômbia, em janeiro de 2021 e que apresenta uma série de mutações que sugere que pode vir a ser mais resistente às vacinas.

Os médicos especialistas relatam que a proporção de casos “Mu” na América do Sul está a aumentar, mas os números estão a diminuir nos países onde a variante Delta está a circular. Esta última evolui de forma acelerada e tende a superar as outras variantes.

Embora sejam de esperar mais variantes, nem todas são perigosas. Os cientistas explicam que cada estirpe tem de ser vista pelas suas características, ou seja, potencial para causar doenças graves, transmissão e resistência a vacina.

Casos ainda bastante elevados

A OMS afirma que, apesar da vacinação ter reduzido o número de hospitalizados, o número de casos ainda é bastante elevado, somando um total de 4,5 milhões, por semana e que resultam em 68.000 mortes.  Os especialistas da OMS alertam para a necessidade de uma rápida mudança deste paradigma uma vez que dispomos de todos os instrumentos necessários para impedir o aumento dos casos.


Guterres diz que avanços globais “não podem ser ofuscados por conflitos nucleares”

As Nações Unidas marcam o Dia Internacional para a Eliminação Total das Armas Nucleares em 26 de setembro. Sobre a data, o secretário-geral, António...

Fiocruz é escolhida pela Opas para produzir vacinas de mRNA

A Organização Pan-Americana da Saúde, Opas, anunciou esta semana ter escolhido dois centros, um na Argentina e outro no Brasil, para o desenvolvimento e...

Durban +20: Portugal mobiliza o mundo para combater o racismo

Entrevista com o embaixador de Portugal na ONU, Francisco Duarte Lopes.