Dia Internacional da Caridade sugere ações para aliviar crises humanitárias  

Está sendo celebrando neste domingo o Dia Internacional da Caridade, com as Nações Unidas lembrando que o voluntariado e a filantropia criam “um vínculo social verdadeiro e contribuem para sociedades mais inclusivas e resilientes”. 

O dia é marcado sempre em 5 de setembro para coincidir com o aniversário de morte de Madre Teresa de Calcutá, Prêmio Nobel da Paz e considerada um exemplo pelo amplo trabalho que realizou na luta contra a pobreza.  

Alívio das crises humanitárias  

A ONU destaca que ações de caridade podem aliviar os piores efeitos das crises humanitárias e promover os direitos das pessoas marginalizadas e desprivilegiadas.  

Além disso, a ajuda ao próximo “espalha a mensagem de humanidade em situações de conflito”.  

Em 12 de agosto de 2021, o UNPA emitiu um selo definitivo para homenagear Madre Teresa

UNPA

Em 12 de agosto de 2021, o UNPA emitiu um selo definitivo para homenagear Madre Teresa

A própria Agenda 2030 sobre Desenvolvimento Sustentável reconhece a necessidade de se erradicar a pobreza em todas as formas e dimensões e para isso, “pede um espírito mais forte de solidariedade global”. 

O Dia Internacional da Caridade também foi criado com o objetivo de sensibilizar pessoas, ONGs, e empresas do mundo sobre a importância de ajudar o outro por meio de atividades filantrópicas e de voluntariado.  


Direito Internacional e Justiça

Entre as maiores conquistas das Nações Unidas está o desenvolvimento de um corpo de leis internacionais, convenções e tratados que promovem o desenvolvimento económico...