A-Z índice do site

Dia Mundial da Luta contra a SIDA

Acabar com a epidemia da SIDA até 2030, como nos comprometemos nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, exige um esforço de colaboração contínuo. As Nações Unidas, governos, sociedade civil e outros parceiros têm trabalhado em conjunto para expandir o acesso aos serviços de saúde e para por fim a novos caso de infeção de VIH. Em 2018, recebiam tratamento mais de 23 milhões de pessoas infetadas com o VIH.

As comunidades espalhadas pelo planeta são o coração desta resposta – ao ajudarem as pessoas a lutar pelos seus direitos, ao promoverem o acesso a serviços sociais e de saúde livres de preconceito, ao garantir que os serviços chegam aos mais vulneráveis ​​e marginalizados e ao fazer pressão para que as leis discriminatórias mudem. Como o tema da deste ano destaca, as comunidades fazem realmente a diferença.

Contudo, há ainda necessidades por atender. Um número recorde de 38 milhões de pessoas ainda vive com o VIH e os recursos para dar resposta à epidemia caíram em mil milhões dólares no ano passado.

Mais do que nunca, precisamos de aproveitar o papel das organizações comunitárias que intercedem pelos seus pares, que prestam serviços de combate ao VIH, que defendem os direitos humanos e que fornecem apoio.

Quando as comunidades se envolvem, vemos mudanças a acontecer. Estamos a ver o investimento a entregar resultados. E vemos também igualdade, respeito e dignidade.

Com as comunidades, podemos acabar com a SIDA.


Dia Internacional destaca voluntariado para construção de futuro mais próspero

Neste 5 de dezembro, as Nações Unidas celebram o Dia Internacional do Voluntário. Todos os anos, o Programa de Voluntários da ONU aproveita a...

México presenteia Nações Unidas com estátua “guardiã da paz e da segurança”

Um jaguar para guardar a paz e a segurança internacionais foi colocado na entrada principal da ONU em Nova Iorque, no mês passado, para...

Violência sexual é usada para “aterrorizar, degradar e humilhar” na Etiópia

A violência sexual generalizada e de gênero no conflito no nordeste da Etiópia teriam “sido usadas ​​como parte de uma estratégia deliberada para aterrorizar,...