A-Z índice do site

Em lugarejo símbolo da paz, Guterres reafirma compromisso com Colômbia

O chefe das Nações Unidas, António Guterres, visitou nesta terça-feira um vilarejo na Colômbia considerado um exemplo de pacificação após a assinatura dos Acordos de Paz no país.

Mais cedo falando a jornalistas, ele explicou que era a sua primeira visita ao terreno desde o fim da pandemia. Nesta terça-feira, António Guterres esteve em Llano Grande, acompanhado do presidente da Colômbia, Ivan Duque, do prefeito da cidade, grupos de jovens, indígenas e mulheres.

O secretário-geral visitou uma fábrica de roupas que reintegra ex-guerrilheiros à sociedade civil, em Llano Grande, na Colômbia

Unmvc

O secretário-geral visitou uma fábrica de roupas que reintegra ex-guerrilheiros à sociedade civil, em Llano Grande, na Colômbia

Cultivos

Ele se reuniu com integrantes da comunidade e lembrou que a paz precisa ser construída e consolidada.

O secretário-geral citou a entrega de terrenos a ex-combatentes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, Farc, e a realização de projetos de apoio técnico e financeiro para compra de casas, lotes de terra e campos de cultivo para pequenos agricultores.

Guterres lembrou a participação do setor privado especialmente o setor cafeeiro. Ele elogiou o papel das mulheres e homens do Exército colombiano e da Polícia Nacional a favor da paz.

 Um soldado em um antigo campo de guerrilha das Farc em Dabeiba, Colômbia

Unmvc/Esteban Vanegas

Um soldado em um antigo campo de guerrilha das Farc em Dabeiba, Colômbia

Reconstrução

Llano Grande, localizada no Departamento de Antióquia, é parte do município de Dabeiba. Ali, autoridades locais e as comunidades reintegraram os guerrilheiros à sociedade após cinco décadas de conflitos entre tropas do governo e rebeldes das Farc.

O líder das Nações Unidas destacou qualidades como solidariedade, harmonia e generosidade na reconstrução de suas vidas e comunidades após os Acordos de Paz.

Guterres mencionou o exemplo de líderes indígenas na promoção do perdão.

O secretário-geral concluiu reconhecendo que apesar dos avanços, a Colômbia ainda enfrenta áreas de insegurança, falta de moradia e outros desafios após a assinatura do Acordo de Paz.

Ele reforçou o apoio ao país através da Missão de Verificação e das agências da ONU às comunidades afetadas.


Após morte de Sampaio, Portugal expande bolsas de estudo a estudantes de países em guerra

Oportunidades são abertas na Europa, norte da África e Oriente Médio; pelo menos 10 nações se juntaram à iniciativa, que deve levar agora estudantes afegãs a universidades portuguesas; anúncio foi feito à ONU...

Triplica o total de países com regulamentações sobre produtos com gordura trans

Cerca de 40 países, a maioria de renda alta, já definiram políticas para tentar eliminar a gordura trans dos alimentos, segundo a Organização Mundial da Saúde,...

UNICEF apela ao financiamento de emergências no valor de 9,4 mil milhões de dólares

Os fundos que a UNICEF espera receber vão apoiar 177 milhões de crianças em 145 países e territórios que tenham sido afetadas por conflitos,...