Enviado da ONU elogia cooperação das partes em conflito em momento de pandemia no Oriente Médio

O Conselho de Segurança acompanhou esta quinta-feira o informe do coordenador especial do processo de paz no Oriente Médio. Nickolay Mladenov disse que os confrontos baixaram de forma notável devido às restrições de movimento relacionadas à covid-19 na região.

Três palestinos morreram em incidentes violentos esporádicos na Cisjordânia, incluindo Jerusalém Oriental, e outros 25 ficaram feridos. Essas ações resultaram em dois feridos do lado islaelense: um civil e um membro das forças de segurança.

Crise

Mladenov destacou o que chamou de “exemplos inspiradores de cooperação entre linhas de conflito” durante a batalha contra o coronavírus. Ele mencionou “eventos preocupantes”, mas disse estar animado porque a crise da covid-19 teria criado “algumas oportunidades de cooperação”.

ONU News/Reem Abaza

Casas palestinas e assentamentos israelenses em Hebron, na Cisjordânia.

A expectativa é que “essas oportunidades não sejam minadas ou destruídas se o contexto político entre Israel e a Autoridade Palestina se deteriorar”. O coordenador disse que com o apoio da ONU, os dois lados coordenam esforços para enfrentar a ameaça comum representada pela pandemia mas “muito mais pode e deve ser feito.”

Barreiras  

Na intervenção em vídeo, Mladenov afirmou ainda que o reconhecimento dessa interdependência pode se traduzir em um “progresso tangível na solução do conflito, se houver vontade política”.

O apelo aos líderes israelenses e palestinos é que “aproveitem o momento para dar passos em direção à paz e rejeitem movimentos unilaterais “ que em sua avaliação “só aprofundariam a barreira entre os dois povos e minariam as chances de paz”.

O enviado disse haver uma “perspetiva perigosa” de Israel de anexar partes da Cisjordânia, dizendo que essa medida “causaria um golpe arrasador na solução de dois Estados, fecharia a porta para uma renovação das negociações e ameaçaria os esforços para promover a paz regional”.


Direito Internacional e Justiça

Entre as maiores conquistas das Nações Unidas está o desenvolvimento de um corpo de leis internacionais, convenções e tratados que promovem o desenvolvimento económico...