Insegurança no Afeganistão leva ONU a realocar funcionários fora do país

O porta-voz das Nações Unidas confirmou que funcionários da organização deixaram o Afeganistão, nesta quarta-feira, e foram realocados para o Cazaquistão, de onde vão continuar trabalhando de forma remota. 

Em Nova Iorque, Stephane Dujarric explicou não se tratar de evacuação de pessoal, garantindo que o grupo voltará para Cabul, capital afegã, assim que a situação permitir.  

Compromisso  

Ele agradeceu ao governo do Cazaquistão por oferecer um escritório temporário para a Missão de Assistência da ONU no Afeganistão.  

Dujarric lembrou que a organização continua comprometida em ajudar o povo afegão nesta hora em que mais precisa. 

O porta-voz do secretário-geral da ONU, Stephane Dujarric.

Foto ONU: Manuel Elias

O porta-voz do secretário-geral da ONU, Stephane Dujarric.

Ele contou que a medida é temporária, com a intenção de permitir que a ONU continue entregando ajuda no país com “o mínimo de interrupção e ao mesmo tempo, reduzir os riscos aos funcionários.” 

Stephane Dujarric explicou que mesmo de forma remota, o grupo continuará trabalhando com as equipes da ONU que seguem no Afeganistão.  

Segundo o porta-voz, a maioria dos funcionários que trabalham com ajuda humanitária continua no Afeganistão fornecendo assistência vital a milhões de pessoas.  


Direito Internacional e Justiça

Entre as maiores conquistas das Nações Unidas está o desenvolvimento de um corpo de leis internacionais, convenções e tratados que promovem o desenvolvimento económico...