A-Z índice do site

Dia Internacional das Remessas Familiares

16 de junho

O Dia Internacional das Remessas Familiares destaca as contribuições que mais de 200 milhões de trabalhadores migrantes fazem, todos os dias, para melhorar a vida das suas famílias e das suas comunidades.

As remessas familiares têm um impacto direto na vida de mil milhões de pessoas – uma em cada sete pessoas no planeta. No total, as remessas são três vezes maiores do que a Ajuda Oficial para o Desenvolvimento (AOD) e ultrapassam o Investimento Direto Estrangeiro (IED).

Estes números fazem das remessas um motor do crescimento económico e uma ferramenta poderosa para ajudar as famílias a reduzir a pobreza e a reforçar a resiliência face à incerteza. Como tal, as remessas colocam-se como ferramentas importantes para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Estas contribuições críticas são reconhecidas pelo Pacto Global para a Migração Segura, Ordenada e Regular, que recomenda ações específicas para maximizar o impacto das remessas.

Os migrantes são, de facto, essenciais quer para o bem-estar económico dos países desenvolvidos que os recebem, quer para os seus países de origem.

É nas pequenas cidades, nas aldeias rurais e nos bairros urbanos que as remessas causam maior impacto na medida em que ajudam a fazer da migração uma escolha e não uma necessidade, para as gerações futuras.

Neste dia, reconhecemos a importância das remessas familiares para a inclusão, para a prosperidade mundial e para um mundo mais igualitário.


Momento crucial para ação climática: está acabando o tempo para evitar um aquecimento catastrófico

Um relatório inédito publicado esta quinta-feira por várias agências das Nações Unidas mostra que as concentrações de gases na atmosfera atingiram níveis recorde e...

UNICEF Portugal lança iniciativa “TENHO VOTO NA MATÉRIA”

Hoje, de 15 de Setembro, assinala-se o Dia Internacional da Democracia, instituído pelas Nações Unidas em 2007, com o objectivo de alertar para a...

76ª sessão da Assembleia Geral da ONU: resiliência através da esperança

Começou esta terça-feira a 76ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas. O novo presidente eleito do órgão, Abdulla Shahid, das Maldivas, apresentou cinco...