Mensagem do Secretário-Geral para o Dia da Cobertura Universal da Saúde, 12 de dezembro de 2015

As nossas melhores defesas contra qualquer emergência de saúde são sistemas de saúde fortes e resilientes que servem as pessoas sem expô-las a dificuldades financeiras.

A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, adotada pelos líderes mundiais em setembro, contempla uma cobertura de saúde universal e outras medidas importantes para garantir que as crianças cheguem a adultos, mães sobrevivam aos nascimentos e que os países fortaleçam a sua resposta a doenças infeciosas e não transmissíveis.

De forma a galvanizar ação na área da saúde, em setembro lancei a Estratégia Global para a Saúde das Crianças e Adolescentes. O nosso objetivo, juntamente com o movimento Todas as Mulheres, Todas as Crianças, é acabar com as mortes evitáveis entre estes grupos e assegurar o bem-estar através de apoiar os países na sua prestação de um serviço de saúde com qualidade e acessível a todos.

Atualmente, pelo menos 400 milhões de pessoas não têm acesso a serviços essenciais de saúde.  Cada ano, os custos associados à saúde atiram milhões de pessoas para a pobreza – ou mantêm-nas presas lá. Esta é a razão pela qual apelo a todos os países que garantam que todas as pessoas possam aceder a serviços de saúde essenciais e acessíveis.   

Começamos a ver progresso em todo o mundo à medida que os países avançam no caminho para sistemas de saúde que chegam a todas as pessoas.

Não há uma única abordagem para alcançar a cobertura universal de saúde. Cada solução será adequada ao seu contexto.

Em todos os casos, o sucesso requer investimentos substanciais, que pagam enormes dividendos na forma de indivíduos saudáveis, uma coesão social melhor, maior prosperidade económica, e resiliência nacional em face de qualquer surto de doença inesperada.

Neste Dia da Cobertura Universal da Saúde, vamos concretizar esta visão como parte dos nossos esforços em permitir que todas pessoas usufruam de uma saúde melhor, em prol das gerações vindouras. 


Direito Internacional e Justiça

Entre as maiores conquistas das Nações Unidas está o desenvolvimento de um corpo de leis internacionais, convenções e tratados que promovem o desenvolvimento económico...