Mensagem do Secretário-geral para o Dia Internacional de Comemoração em Memória das Vítimas do Holocausto, 27 de janeiro de 2016

Durante a Segunda Guerra Mundial, seis milhões de judeus foram, sistematicamente, escravizados e exterminados. Os nazis também assassinaram ciganos, prisioneiros políticos, homossexuais, pessoas com deficiência, testemunhas de Jeová e prisioneiros da guerra soviética.

O Holocausto foi um crime gigantesco. Ninguém pode negar a evidência do que realmente aconteceu. Para relembrar as vítimas e louvar a coragem dos sobreviventes e daqueles que os ajudaram e libertaram, renovamos, anualmente, a nossa resolução de prevenir essas atrocidades e de rejeitar a mentalidade do ódio que as promove.

Da sombra do Holocausto e das crueldades da Segunda Guerra Mundial, nasceu a Organização das Nações Unidas para reafirmar a luta pela dignidade e o valor de cada pessoa, e para defender os direitos de todos a viver em igualdade e livres de discriminação.

Estes princípios permanecem essenciais ainda hoje. Pessoas em todo o mundo – incluindo milhões que fogem da guerra, das perseguições e das privações – continuam a sofrer discriminação e ataques. Temos o dever de relembrar o passado  e de ajudar aqueles que agora precisam de nós.

Ao longo de mais de uma década, o Holocausto e o Programa de Divulgação das Nações Unidas tem trabalhado para educar os jovens sobre o Holocausto. Muitos parceiros – incluindo sobreviventes do Holocausto – continuam a contribuir para este trabalho essencial.

A memória do Holocausto é uma poderosa lembrança do que pode acontecer quando deixamos de valorizar a nossa Humanidade comum. Neste dia de memória do Holocausto, incito todos a denunciarem as ideologias políticas e religiosas que colocam as pessoas contra as pessoas. Vamos todos falar contra o antissemitismo e contra os ataques a grupos religiosos, étnicos e outros. Vamos criar um mundo onde a dignidade é respeitada, a diversidade é celebrada e a paz é permanente.


Direito Internacional e Justiça

Entre as maiores conquistas das Nações Unidas está o desenvolvimento de um corpo de leis internacionais, convenções e tratados que promovem o desenvolvimento económico...