MENSAGEM SOBRE O DIA MUNDIAL DO TURISMO 

Nos 40 anos desde que se assinalou o primeiro Dia Mundial do Turismo, muita coisa mudou. A procura por viagens disparou. O mundo abriu-se, permitindo que mais pessoas do que nunca explorem o globo e as suas diferentes culturas. 

Hoje, o turismo está firmemente estabelecido na Agenda 2030 das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável como um motor para o avanço da prosperidade, protegendo nosso planeta e lançando as bases para a paz e o entendimento entre os povos. 

Muitos milhões de pessoas em todo o mundo dependem do turismo como fonte de rendimento, especialmente mulheres e jovens. Pessoas que poderiam ter ficado para trás encontraram um trabalho digno e a oportunidade de uma vida melhor graças ao potencial único do turismo. 

O turismo sofreu enormemente durante a pandemia da covid-19. Cerca de 120 milhões de empregos estão em risco. Os impactos podem levar à perda de 1,5 a 2,8 por cento do PIB global. Esta perda afetará particularmente os países mais vulneráveis, incluindo os pequenos Estados insulares em desenvolvimento, os países menos desenvolvidos e muitas nações africanas, onde o turismo pode representar entre 30 e 80 por cento das exportações. 

Enquanto tentamos recuperar desta crise profunda, o reinício seguro do turismo é essencial, não apenas para o desenvolvimento rural – o foco do Dia Mundial do Turismo deste ano. Temos uma oportunidade sem precedentes de transformar a relação do setor de turismo com as pessoas, a natureza, o clima e a economia. Devemos garantir uma distribuição justa dos seus benefícios e avançar na transição para uma economia de turismo resiliente e neutra em carbono. 

Para além de oferecer oportunidades às pessoas, o turismo pode desempenhar um papel importante na preservação das nossas culturas únicas e partilhadas, e na proteção da biodiversidade e dos ecossistemas que nos sustentam. 

Neste ano tão desafiante, vamonos concentrar na importância do turismo para as pessoas que vivem em zonas rurais, para que possamos cumprir a promessa dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável de não deixar ninguém para trás.