ONU apaga as luzes de sua sede neste sábado para a “Hora do Planeta” 

Este sábado, 27 de março, a sede das Nações Unidas apagará as luzes da sua sede, em Nova Iorque, para fazer parte da “Hora do Planeta”.  

Durante uma hora no horário local de 20h30, em qualquer país, todos as luzes são desligadas para chamar a atenção para soluções de proteger o planeta e construir um futuro sustentável. 

Mudança de rumo 

A iniciativa global que une centenas de milhões de indivíduos, empresas, organizações e governos em todo o mundo. 

Em mensagem de vídeo, o secretário-geral da ONU, António Guterres, disse que o mundo precisa fazer as pazes com a natureza. Segundo ele, sem a ajuda dela não se pode prosperar nem sobreviver no planeta Terra.  


Guterres afirma que “as perturbações climáticas, a perda de biodiversidade e a poluição ameaçam vidas, empregos e saúde.” Para ele, “é hora de reavaliar e redefinir a nossa relação com a natureza.” 

O secretário-geral acredita que “2021 é um ano para mudar de rumo.” Ele contou que “as soluções estão disponíveis e são acessíveis, práticas e realistas.” 

O chefe da ONU lembra que o mundo pode fornecer energias renováveis e sistemas alimentares sustentáveis para todos. Reduzir as emissões e usar soluções baseadas na natureza para ajudar a construir um mundo mais resiliente e neutro em carbono. 

Austrália 

Para Guterres, todos devem fazer a sua parte para proteger o planeta e, juntos, é possível “construir um futuro mais brilhante e próspero.” 

O chefe da ONU afirmou ainda que a organização tem orgulho de se juntar à Hora do Planeta, dizendo que a iniciativa lembra “que as pequenas ações podem fazer uma grande diferença.” 

NASA

O chefe da ONU afirmou ainda que a organização tem orgulho de se juntar à Hora do Planeta

A Hora do Planeta ocorreu pela primeira em 2007, em Sidney, na Austrália, organizada pela Rede WWF, antes conhecida como Fundo Mundial para a Natureza. 

Segundo a organização, a Hora do Planeta é hoje “o maior movimento de base do mundo para o meio ambiente, inspirando milhões de pessoas a agirem em defesa do planeta e da natureza.” 

Biodiversidade 

A Rede WWF lembra que “a maioria dos recursos que usamos vem do ambiente” e que as pessoas precisam “voltar a ter contato com as suas raízes e cultivar a natureza ajudando a preservar a vida selvagem e seus habitats.” 

Além disso, a organização afirma que “a variedade de vida e lugares onde vivem é a melhor defesa contra as alterações climáticas”, porque “essa variedade fornece ainda mais recursos para melhorar vidas.” 

À medida que a mudança climática acelera e a perda de biodiversidade ameaçam o planeta, a Hora do Planeta pretende incentivar conversas sobre o meio ambiente e a necessidade urgente de protegê-lo. 


Direito Internacional e Justiça

Entre as maiores conquistas das Nações Unidas está o desenvolvimento de um corpo de leis internacionais, convenções e tratados que promovem o desenvolvimento económico...