Quer trabalhar nas Nações Unidas?

As Nações Unidas procuram pessoas motivadas e que partilhem os mesmos valores da Organização para se juntarem às suas fileiras e trabalharem para um futuro mais próspero para a humanidade e para o planeta.

Existem várias oportunidades dentro da ONU, em diferentes áreas de trabalho e também em diferentes lugares do mundo, devido à dimensão da Organização. Navegar por entre o complexo sistema das Nações Unidas pode parecer intimidante, mas é possível.

Vamos começar com os pontos básico:

  1. Normalmente, é exigido que o candidato tenha um diploma universitário;
  2. Que tenha um excelente domínio do inglês (ou do francês);
  3. É vantajoso que tenha conhecimento de mais alguma língua, mas não é exigido para a maioria das vagas;
  4. A componente mais importante é, sem dúvida, a experiência de trabalho anterior, que deverá ser relevante para a vaga a que se pretende candidatar.

Índice:
Áreas de Trabalho
Categorias de Emprego
Processo de Candidatura
Estágios & Voluntariado
Escritórios da ONU em Portugal

Áreas de Trabalho

Existem nove principais áreas de trabalho dentro das Nações Unidas. É importante familiarizar-se com cada uma, para escolher a(s) que faz mais sentido para si, profissionalmente.

UN Photo/Loey Felipe

1. Rede de Gestão e Administração

Tipo de funções: Administração, Auditoria, Ética, Inspeção e Avaliação, Investigação, Finanças, Recursos Humanos, Gestão de Investimentos, Gestão e Análise, Mediação.

Natureza do trabalho

Os empregos na Rede de Gestão e Administração (MAGNET, na sigla em inglês) centram-se na gestão de recursos humanos e financeiros, ética, investigação e auditoria, gestão e análise, e apoio administrativo.

A um nível superior, o trabalho do pessoal envolvido nesta Rede tem um impacto na direção estratégica das práticas de gestão das Nações Unidas, políticas, responsabilização e questões relacionadas, incluindo decisões-chave relativas a aquisições e orçamentos.

Educação necessária

Negócios ou Administração Pública, Finanças, Contabilidade, Gestão, Economia, Sociologia, Serviço Social, Psicologia, Comércio, Direito, ou áreas relacionadas.

2. Rede Económica, Social e de Desenvolvimento

Tipo de funções: Controlo dos Fluxos de Droga e Prevenção da Criminalidade, Assuntos Económicos, Assuntos Ambientais, Assuntos Populacionais, Gestão de Programas, Administração Pública, Assuntos Sociais, Estatística, Desenvolvimento Sustentável.

Natureza do trabalho

As oportunidades de emprego na Rede Económica, Social e de Desenvolvimento (DEVNET, na sigla em inglês) localizam-se principalmente no Departamento de Assuntos Económicos e Sociais em Nova Iorque, bem como nas cinco comissões económicas regionais das Nações Unidas com sede em Adis Abeba, Banguecoque, Beirute, Genebra e Santiago. Os membros do pessoal desta rede contribuem para a promoção do desenvolvimento socioeconómico da população mundial.

A maioria dos postos de trabalho em assuntos económicos implicam a análise do desenvolvimento económico setorial a nível global, regional e nacional. Os membros do pessoal que trabalham nesta área realizam investigação empírica e substantiva, juntamente com análises de tendências, desenvolvimentos e questões políticas, redigem contributos para estudos das Nações Unidas e preparam relatórios e outras publicações para apoiar o trabalho do Conselho Económico e Social da Organização.

Muitos dos empregos nesta rede são especializados em apoio intergovernamental, na organização de conferências e fóruns internacionais e na preparação de relatórios. Além disso, os trabalhos na área da cooperação técnica incluem o controlo dos fluxos da droga e prevenção da criminalidade, a organização de seminários de formação para peritos nacionais e a coordenação de projetos de desenvolvimento de capacidades. A rede também inclui trabalhos em estatística, demografia e assuntos populacionais com ênfase na investigação, análise e elaboração de relatórios sobre indicadores socioeconómicos.

Educação necessária

Sociologia, Economia, Estatística, Matemática, Demografia, Administração Pública, Governação, Ciência Política, Administração de Empresas, Direito, Finanças Públicas, e outras ciências sociais ou áreas afins.

3. Rede Política, de Paz e Humanitária

Tipo de funções: Assuntos Civis, Assuntos Eleitorais, Assuntos de Direitos Humanos, Assuntos Humanitários, Assuntos Políticos, Estado de Direito, Instituições de Segurança.

Natureza do trabalho

Os empregos na Rede Política, de Paz e Humanitária (POLNET, na sigla em inglês) abrangem a análise política e a preparação de relatórios para a Assembleia Geral, o Conselho de Segurança e os seus órgãos e comités subsidiários.

Além disso, os trabalhos podem envolver a participação na organização e na preparação de estudos sobre questões políticas, humanitárias e de ajuda de emergência. Os trabalhadores participam e organizam atividades no âmbito de vários programas interagências que apoiam o desenvolvimento de políticas de desenvolvimento, de apoio eleitoral e de Estado de Direito.

Os membros da rede podem participar em convenções e comités internacionais onde as Nações Unidas são um ator chave. Na sede da Organização em Nova Iorque, trabalham em estreita colaboração com as missões permanentes dos Estados-membros na coordenação do trabalho político.

Esta rede abrange também trabalhos nas áreas da manutenção da paz, da construção da paz, da resolução de conflitos, de direitos humanos, de assuntos humanitários, de processos eleitorais, de desarmamento, de contraterrorismo e de outras áreas relacionadas. Os postos de trabalho estão localizados nos escritórios do Secretariado, que estão espalhados por diversos países.

Educação necessária

Ciência Política, Direito, Relações Internacionais, Administração Pública, Administração de Empresas, Ciências Sociais, Economia ou áreas afins.

4. Rede de Informação e Tecnologias de Comunicação

Tipo de funções: Tecnologia dos Media, Tecnologias de Telecomunicações, Sistemas de Gestão de Informação e Tecnologia.

Natureza do trabalho

A Rede de Informação e Tecnologias de Comunicação (ITECNET, na sigla em inglês) desempenha um papel vital na implementação da tecnologia no seio das Nações Unidas. Estabelece estratégicas globais para a Organização, planeia e coordena uma vasta gama de atividades de Tecnologias de Informação e fornece sistemas e infraestruturas empresariais.

Especificamente, os trabalhos incluem a investigação de tecnologias de informação e comunicação, formulação e conformidade de políticas, desenvolvimento tecnológico e o estabelecimento de infraestruturas de apoio aos sistemas de tecnologias de informação e comunicação da Organização, que incluem computação, telecomunicações, suporte de software e hardware, operações na Internet e aplicações a nível empresarial.

Outras responsabilidades podem também incluir apoio técnico para a gestão dos fluxos de trabalho dos ativos de informação da Organização através da investigação e desenvolvimento de novas tecnologias, processamento informático e tecnologias de comunicação.

Educação necessária

Informática, Sistemas de Informação, Matemática, Estatística, Engenharia Eletrónica, Técnica ou de Comunicação, Ciência Técnica, Tecnologia de Informática, Ciência da Informação, Ciências Sociais ou áreas afins.

UN Photo/Ariana Lindquist

5. Rede Jurídica

Tipo de funções: Juristas, Assuntos Jurídicos.

Natureza do trabalho

A Rede Jurídica (LEGALNET, na sigla em inglês) procura fornecer um serviço jurídico unificado para o Secretariado e para outros órgãos das Nações Unidas. A rede presta serviços jurídicos sobre questões de direito internacional, nacional, público, privado, processual e administrativo. Também contribui para a compreensão, aceitação e aplicação coerente da Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar de 1982 e acordos de implementação conexos, através do processamento e publicação expedita de ações relacionadas com este acordo e tratados registados e depositados relacionados, para além de prestar assistência aos Estados Membros em matérias relacionadas com o direito dos tratados.

Os trabalhos incluem a prestação de aconselhamento jurídico à Organização, aconselhamento sobre questões constitucionais e outras questões jurídicas, incluindo a admissão de Estados-membros; as credenciais dos representantes, as relações com o país anfitrião, os direitos, privilégios e imunidades dos funcionários, a prestação de interpretação e projectos de alterações ao regulamento interno da Organização para órgãos, conferências e outros organismos, bem como o regulamento e regras do pessoal.

A rede representa igualmente a Organização em processos judiciais, elaboração e interpretação de convenções internacionais, tratados e outros instrumentos, bem como resoluções, negociações ou outros procedimentos para a celebração de acordos ou a resolução de litígios; exame e elaboração de documentos jurídicos, incluindo contratos, escrituras, seguros e outros acordos; realização de investigações e elaboração de relatórios sobre problemas jurídicos especiais.

Educação necessária

Direito, Administração de Empresas, Relações Internacionais, Ciência Política, Administração Pública, ou áreas afins.

6. Rede de Informação Pública e Gestão de Conferências

Tipo de funções: Serviços de Conferência, Gestão de Documentação e Informação, Protocolo Linguístico, Informação Pública.

Natureza do trabalho

A Rede de Informação Pública e Gestão de Conferências (INFONET, na sigla em inglês) desempenha um papel central na promoção de uma maior compreensão do trabalho das Nações Unidas. Esta rede traz ao mundo as mensagens centrais das Nações Unidas utilizando várias ferramentas de comunicação, incluindo rádio, televisão, imprensa, Internet e outras tecnologias de informação, bem como através da sua rede global de Centros de Informação das Nações Unidas. Outro grupo significativo de funções nesta rede relaciona-se com a gestão das sessões anuais da Assembleia Geral e das sessões em curso dos seus vários órgãos e organismos na sede das Nações Unidas em Nova Iorque, o que inclui a prestação de interpretação simultânea, bem como a tradução e distribuição de documentos parlamentares nas seis línguas oficiais (árabe, chinês, inglês, francês, russo e espanhol).

Educação necessária

Administração de Empresas, Comunicação, Jornalismo, Relações Internacionais, Gestão, Ciência Política, Ciências Sociais, Administração Pública ou outros campos relacionados.

Os trabalhos relacionados com línguas exigem um domínio perfeito da língua principal exigida (normalmente uma língua materna) e um excelente conhecimento de duas outras línguas oficiais das Nações Unidas.

7. Rede de Segurança Interna e Proteção

Tipo de funções: Segurança.

Natureza do trabalho

A Rede Interna de Segurança e Proteção (SAFETYNET, na sigla em inglês) é responsável pela coordenação das políticas de segurança.

As responsabilidades típicas incluem o planeamento, desenvolvimento e administração de programas concebidos para garantir a segurança física e a segurança do pessoal e das instalações da Organização. O pessoal de segurança e proteção também contribui para o desenvolvimento de normas e procedimentos de segurança; a análise da informação de segurança com impacto na segurança do pessoal e das operações das Nações Unidas; a conclusão de avaliações de ameaças e riscos; e a implementação de medidas adequadas de mitigação de riscos. Os membros desta rede podem ser chamados para lidar com perturbações, responder a situações de emergência ou de crise ou gerir questões mais complexas relativas à segurança e proteção do pessoal e das instalações das Nações Unidas.

Educação necessária

A experiência do serviço militar ou da polícia nacional, ou de ambos, é um requisito para muitos cargos de segurança, tais como os de Oficiais de Segurança e Guardas de Segurança. Para cargos superiores, a experiência prévia em gestão de segurança e um diploma universitário em Ciências Políticas ou Sociais, Relações Internacionais, Aplicação da Lei, Administração de Empresas ou áreas afins são requisitos. Além disso, os cargos para Guardas de Segurança e Agentes de Segurança requerem um teste físico especial, bem como experiência prévia com armas defensivas.

8. Rede de Logística, Transporte e Cadeias de Abastecimento

Tipo de funções: Engenharia, Gestão de Instalações, Assentamentos Humanos, Logística e Cadeia de Abastecimento, Aquisições, Gestão de bens, Transportes.

Natureza do trabalho

Os trabalhos na Rede de Logística, Transporte e Cadeias de Abastecimento (LOGNET, na sigla em inglês) concentram-se na gestão de instalações, infra-estruturas, operações e apoio logístico.

Os empregos nesta rede abrangem diversos aspectos de gestão de instalações, engenharia e transporte. As Nações Unidas empregam um grande número de especialistas em logística, especialistas em operações aéreas, especialistas em controlo de movimentos e outros especialistas técnicos em missões de manutenção da paz que ajudam a organizar a entrega de fornecimentos e serviços a locais no terreno.

Educação necessária

Negócios ou Administração Pública, Arquitectura, Engenharia, Transportes, Aviação, Gestão de Segurança, Controlo de Tráfego Aéreo, Formação em Controlo de Tráfego Militar/Aéreo, ou campos relacionados.

9. Rede Científica

Tipo de funções: Medicina Natural, Ciências Naturais.

Natureza do trabalho

Os empregos na Rede Científica (SCINET, na sigla em inglês) centram-se nos serviços relacionados com a medicina, antropologia e ciências naturais.

Os empregos nesta rede incluem: enfermeiros, farmacêuticos, paramédicos, veterinários e dentistas. Outro grupo de funções nesta rede relaciona-se com meteorologia, ciências do espaço cósmico, bem como antropologia forense e patologia.

Educação necessária

Enfermagem, Medicina, Sociologia, Serviço Social, Psicologia, Física, Engenharia, ou áreas afins.

UN Photo/Manuel Elías

Categorias de Emprego

1. Profissional e Superior (P e D)

Educação

Normalmente, é exigido que tenha um curso universitário avançado para os postos de nível profissional e diretor. No entanto, é frequentemente aceite que se tiver um grau universitário de primeiro nível, combinado com experiência profissional qualificada, cumpre os requisitos educacionais.

Experiência Profissional

A sua experiência profissional deve ser relevante para o emprego para o qual se candidata; cada emprego pode também ter requisitos específicos, que são detalhados na vaga.

Nível de Entrada Nível Médio Nível Sénior
P-2: mínimo de 2 anos de experiência P-4: mínimo de 7 anos de experiência P-6/D-1: mínimo de 15 anos de experiência
P-3: mínimo de 5 anos de experiência P-5: mínimo de 10 anos de experiência P-7/D-2: mais de 15 anos de experiência

 

2. Serviço Geral e Categorias Relacionadas (G, TC, S, PIA, LT)

As funções no Serviço Geral e Categorias Relacionadas incluem: apoio administrativo, serviços de secretariado e de escritório, bem como funções técnicas especializadas, tais como impressão, segurança e manutenção de edifícios. Existem posições em todas as oito redes de trabalho mencionadas acima.

Educação & Experiência Profissional

Os seguintes requisitos têm de ser cumpridos para serem considerados para trabalhos no Serviço Geral:

  • Diploma do Ensino Secundário ou equivalente.
  • Idade mínima de 18 anos.
  • Número necessário de anos de experiência profissional relevante para a vaga em questão.
  • Cumprimento dos requisitos linguísticos, que dependem do posto e da localização do gabinete. A maioria dos empregos exige fluência numa das duas línguas de trabalho da ONU, ou seja, em inglês ou francês.
  • Passar no Teste Global de Serviços Gerais (GGST) e em qualquer teste especializado exigido para funções específicas. O teste é realizado no posto de serviço da localidade onde pretende candidatar-se.

3. Profissionais Nacionais (NO)

Os Profissionais Nacionais (National Professional Officers) são normalmente recrutados localmente e as qualificações são as mesmas que para a categoria Profissional. Requerem, no mínimo, um diploma universitário de primeiro nível e a nacionalidade do país onde exercem as suas funções. Exemplos incluem oficiais de direitos humanos, oficiais de assuntos políticos, oficiais jurídicos, oficiais médicos, oficiais de protecção infantil, oficiais de assuntos humanitários, intérpretes e engenheiros civis.

Existem cinco níveis de Profissionais Nacionais:

  • A: mínimo de 1 a 2 anos de experiência
  • B: mínimo de 2 a 3 anos de experiência
  • C: mínimo de 5 anos de experiência
  • D: mínimo de 7 anos de experiência
  • E: mais de 7 anos de experiência

4. Serviço de Campo (FS)

O pessoal da categoria de Serviço de Campo é normalmente recrutado internacionalmente para servir em missões da ONU. Espera-se que seja altamente móvel e que sirva em diferentes locais durante a sua carreira.

UN Photo/Evan Schneider

O pessoal dos Serviços de Campo fornece serviços administrativos, técnicos, logísticos e outros serviços de apoio às missões de campo das Nações Unidas. É-lhe exigido um diploma do ensino secundário ou equivalente e alguns cargos podem exigir um certificado técnico ou profissional.

Serviço de campo de nível médio

  • FS-4: mínimo 6 anos de experiência de trabalho
  • FS-5: mínimo 8 anos de experiência de trabalho

Serviço de campo de nível sénior

  • FS-6*: mínimo 10 anos de experiência de trabalho
  • FS-7*: mínimo 12 anos de experiência de trabalho

*O número mínimo de anos de experiência relevante é reduzido para os candidatos que possuem uma licenciatura; para FS-6 é necessário um mínimo de 5 anos de experiência e para FS-7 é necessário um mínimo de 7 anos de experiência.

5. Nomeações Sénior (SG, DSG, USG, ASG)

Como é prática em muitas outras instituições internacionais, chega-se aos lugares mais altos do Secretariado quer por nomeação dos órgãos legislativos da Organização, quer por nomeação do Director Administrativo.

Estes cargos incluem:

Secretário-geral: Nomeado pela Assembleia Geral, por recomendação do Conselho de Segurança.

Secretário-geral-adjunto: Nomeado pelo secretário-geral na sequência de consultas com os Estados-Membros.

Subsecretário-geral (USG): Um chefe de Departamento, nomeado pelo secretário-geral.

UN Photo/Mark Garten

Processo de Candidatura

Passo 1: procura de vagas de emprego

Pode procurar vagas de emprego nas Nações Unidas aqui.

A maioria das vagas de emprego são concebidas para uma posição específica num determinado escritório e posto de trabalho. Existem também vagas de emprego genéricas, que são utilizadas para criar listas, ou seja, conjuntos de candidatos disponíveis para selecção imediata em toda a Organização.

Se desejar receber e-mails que o informem sobre novos postos de trabalho publicados, deve primeiro entrar criar uma conta no site de carreiras da ONU. A partir daí, poderá efetuar uma “Pesquisa de Emprego” que pode ser guardada para criar um Alerta de Emprego que corresponda aos seus critérios.

Dica: Pode colocar nos filtros a área de trabalho e a categoria de emprego que combina o que está à procura e com a sua experiência profissional e académica.

Passo 2: criação de um perfil e preparação de uma candidatura

A fim de preparar uma candidatura, deve primeiro registar-se neste website.

Depois de se ter registado, terá acesso à sua Página inicial de candidaturas, que é onde irá preencher e gerir o seu perfil, formulário de candidatura e toda a informação relacionada com a(s) sua(s) candidatura(s).

Primeiro deverá criar um perfil de utilizador (Meu Perfil). A informação no Meu Perfil inclui o seu nome, nacionalidade, informações de contacto e estado civil. Pode fazer alterações, tais como actualizar o seu número de telefone ou estado civil, em qualquer altura e a informação é automaticamente atualizada em todas as candidaturas de emprego que já tenha apresentado.

Depois de ter registado e completado o Meu Perfil, pode criar uma ou várias candidaturas de emprego. O formulário de candidatura é a parte em que deverá fornecer informação sobre a sua educação, competências linguísticas, empregos atuais e passados, etc. Os currículos em anexo não são aceites.

Pode começar a preparar um formulário de candidatura sem se candidatar imediatamente a um emprego, clicando em Criar Rascunho de Candidatura. Depois de introduzir os dados, clique em Guardar para guardar os dados sem os submeter. Pode preparar, aceder, editar e guardar um ou mais formulários de candidatura completa ou parcialmente preenchidos sempre que quiser.

Ao considerar uma oportunidade de emprego é importante colocar-se objectivamente as seguintes questões:

  • Tenho os anos necessários de experiência, línguas, aptidões e competências técnicas
  • Este é o momento ideal para me candidatar tendo em conta a minha situação profissional e pessoal?
  • O que é que me interessa concretamente neste trabalho?
  • Tenho um conhecimento profundo do que o trabalho implica?

Uma vez identificada uma vaga de emprego de interesse, deve destacar fatos importantes relevantes para o emprego a que se candidata, bem como fornecer respostas às perguntas dos Requisitos do Emprego e completar a sua Declaração de Motivação.

Dicas:

  1. Explique concisamente os deveres dos empregos actuais e passados por ordem de relevância. Forneça exemplos concretos de realizações, e como teve impacto individualmente ou como membro de uma equipa, como por exemplo:Dever: “Desenvolver e procurar financiamento para projectos de cooperação técnica na região”Ação: “Adquiriu 400.000 dólares em financiamento de dois novos doadores para realizar 3 projectos (…)”
  2. Não sobrevalorize nem subestime os seus conhecimentos linguísticos.
  3. A razão mais comum para os candidatos não serem selecionados é por não cumprirem os requisitos mínimos. Certifique-se de que preenche os requisitos antes de se candidatar e forneça provas claras.
  4. Existem candidaturas que poderão demorar mais de 2 horas para serem preenchidas, por isso planeie com antecedência e evite candidatar-se à última hora.
  5. Pense em qualidade e não quantidade: candidate-se apenas às vagas que combinem bem com a sua experiência profissional académica, bem como com os seus interesses.

Passo 3: apresentação da candidatura a um emprego

Após a candidatura ao emprego estar completa, pode submeter a sua candidatura clicando em Submeter.

As Nações Unidas não aceitam um currículo como documento anexo e este não é considerado um substituto nem um documento complementar de uma candidatura preenchida on-line. Se for necessária qualquer informação ou documentação adicional, ser-lhe-á solicitado que a submeta durante o processo de candidatura.

Se tiver submetido a sua candidatura com sucesso, receberá imediatamente um aviso de recepção automatizado por correio electrónico. Note também que uma vez apresentada a candidatura não pode ser alterada para aquela vaga de emprego específica.

Cada candidatura que preparou e submeteu, tal como a lista de vagas de emprego a que se candidatou são exibidos na página As Minhas Candidaturas, juntamente com o estado da candidatura (ou seja, “Candidatou-se“, “Em consideração“, etc.).

Passo 4: avaliação da candidatura

A sua candidatura é avaliada em termos de critérios de avaliação necessários e desejáveis, por exemplo, experiência, educação, e línguas.

Será convidado a participar em exercícios de avaliação e/ou numa entrevista baseada na competência apenas se for determinado que cumpre todos os critérios de avaliação exigidos, e quaisquer critérios adicionais desejáveis.

Se for determinado que não é elegível para a vaga em questão ou que apenas cumpre alguns ou nenhum dos critérios de avaliação exigidos para uma determinada oportunidade, será informado, no momento apropriado, de que a sua candidatura não foi bem sucedida. Neste caso, não deve ser desencorajado, mas sim candidatar-se a outros empregos para os quais se sinta qualificado.

Passo 5: exercícios de avaliação

Os exercícios de avaliação podem incluir:

  • um exame escrito,
  • exercício de simulação,
  • estudo de caso,
  • ou outro mecanismo de avaliação apropriado.

Será informado com antecedência sobre o tempo, tipo e duração da avaliação. Se, com base no resultado da avaliação, for selecionado para uma entrevista, será informado em conformidade.

Passo 6: entrevista

A entrevista pode ter lugar por telefone, videoconferência ou pessoalmente. Será previamente notificado da hora, duração e meios e/ou local da entrevista.

Durante a entrevista, saberemos mais sobre a sua combinação de competências, atributos e comportamentos que estão diretamente relacionados com a vaga em questão.

Passo 7: notificação de seleção

Recomenda-se um conjunto de candidatos qualificados para seleção após o resultado das várias fases de avaliação. Quaisquer recomendações são então avaliadas por um organismo de avaliação independente, composto por representantes do pessoal e da direção, para garantir que os procedimentos aplicáveis foram seguidos corretamente.

Depois de o organismo de avaliação ter aprovado os candidatos recomendados, é tomada uma decisão de seleção pelo chefe do departamento.

Será notificado se for o candidato selecionado para o cargo.

Se estava no grupo de candidatos recomendados para a vaga que não foram selecionados, será colocado na lista para funções semelhantes ao nível e categoria da vaga para uma possível seleção futura. Como membro da lista, será notificado quando forem anunciadas novas vagas com o mesmo título de emprego, nível, categoria e área para os quais foi recrutado.

Se não for incluído na lista de candidatos recomendados para seleção, será notificado em conformidade.

UN Photo/Eskinder Debebe

Estágios & Voluntariado

Caso esteja à procura de uma oportunidade nas Nações Unidas em que não é requisitada experiência profissional, a Organização oferece programas de estágio em variados locais e oportunidades de voluntariado.

Estas posições são de carácter temporário e oferecer-lhe-ão a oportunidade de conhecer o trabalho da ONU mais profundamente, tal como as diferentes áreas e responsabilidades dos departamentos em que estiverem inseridos.

Para saber mais sobre o programa de estágios da ONU, clique aqui.

Para saber mais sobre as oportunidades de voluntariado da ONU, clique aqui.

UN Photo/Eskinder Debebe

Escritórios da ONU em Portugal

Rua Américo Durão, 12A,1900-064 Lisboa

Tel.: +351 21 317 34 40/9

E-mail: [email protected]

Largo das Necessidades 1350-215 Lisboa

Tel.: +351 213 946 652

E-mail: [email protected]

Av. António Augusto de Aguiar, 21 – 3º Esq. 1069-115 Lisboa

Tel.: +351 21 317 75 00

E-mail: [email protected]

Palácio Conde de Penafiel, Rua São Mamede (ao Caldas), 211100-533 Lisboa

Tel.: +351 213 928 564

E-mail: [email protected]

Representante: Inês Ferro Ribeiro

Calçada da Boa Hora, 12 –Edifício CTT – 1300 – 095 Lisboa

Tel.: +351 211 572 530

Email: [email protected]

Av. João Crisóstomo 62, R/C Dto.1050-128 Lisboa

Tel.: +351 213 156 734

E-Mail: [email protected]

Rua José Estevão, 137 – 8º piso 1150-201 Lisboa

Tel.: +351 2 132 42 940

E-Mail: [email protected]


Tonga: Ajuda humanitária começar a chegar após reabertura de aeroporto

De acordo com Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários, Ocha, o governo de Tonga solicitou ajuda urgente após as consequências...

Covid-19: OMS nas Américas quer vacinar 70% da população até meados de 2022

A Organização Pan-Americana da Saúde, Opas, aposta em vacinar pelo menos 70% dos habitantes das Américas até meados deste ano. A marca de 100 milhões...

Entrevistas públicas com candidatos(as) ao lugar de diretor(a)-geral da OIT

  Por OIT-Lisboa As entrevistas públicas com os/as candidatos/as ao cargo de diretor/a -geral da Organização Internacional do Trabalho (OIT) terão lugar na quinta-feira 20 e...