A-Z índice do site

Saiba mais sobre a Assembleia Geral das Nações Unidas

Assembleia Geral realiza 74ª Reunião Plenária A Assembleia Geral vota o projeto de resolução “Resposta abrangente e coordenada à pandemia do coronavírus (COVID-19)”. 11 de setembro de 2020 Foto ONU/ Eskinder Debebe

A 75ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas começa esta terça-feira, 15 de setembro. Fique a saber como funciona o maior encontro dos líderes mundiais e quais os contornos que terá este ano graças à pandemia da covid-19.

O que é?

Estabelecida em 1945 sob a Carta das Nações Unidas, a Assembleia Geral é o principal órgão deliberativo, político e representativo das Nações Unidas. Tem como principal função a discussão multilateral de todo o espectro de questões internacionais abrangidas pela Carta, bem como um papel significativo na definição de normas e codificação do direito internacional.

Quando é?

A Assembleia reúne-se anualmente, entre setembro e dezembro, na sede das Nações Unidas em Nova Iorque, sob o comando do Presidente da Assembleia Geral. Posteriormente, de janeiro a setembro do ano seguinte, dá seguimento às principais questões de importância crítica para a comunidade internacional, na forma de Debates Temáticos de Alto Nível, e, se necessário, realiza sessões especiais e/ou de emergência.

Qual o seu papel?

De acordo com a Carta das Nações Unidas, a Assembleia Geral pode:

• Considerar e aprovar o orçamento das Nações Unidas e estabelecer as avaliações financeiras dos Estados-membros.

• Eleger os membros não permanentes do Conselho de Segurança e os membros de outros conselhos e órgãos das Nações Unidas e, por recomendação do Conselho de Segurança, nomear o secretário-geral.

• Considerar e fazer recomendações sobre os princípios gerais de cooperação para manter a paz e a segurança internacionais, incluindo o desarmamento.

• Discutir qualquer questão relacionada com a paz e a segurança internacionais e – exceto quando uma disputa ou situação estiver a ser discutida pelo Conselho de Segurança – fazer recomendações a seu respeito.

• Com a mesma exceção, discutir e fazer recomendações sobre quaisquer questões dentro do âmbito da Carta ou que afetem os poderes e funções de qualquer órgão das Nações Unidas.

• Iniciar estudos e fazer recomendações que promovam a cooperação política internacional, o desenvolvimento e a codificação do direito internacional, a realização dos direitos humanos e das liberdades fundamentais e a colaboração internacional no campo económico, social, humanitário, cultural, educacional e da saúde.

• Fazer recomendações para a resolução pacífica de qualquer situação que possa pôr em causa as relações amistosas entre países.

• Analisar os relatórios do Conselho de Segurança e outros órgãos das Nações Unidas.

A Assembleia pode, também, tomar medidas em casos de ameaça ou violação da paz e/ou ato de agressão, na eventualidade do Conselho de Segurança ficar impedido de agir devido ao voto negativo de um membro permanente. Nesses casos, a Assembleia pode analisar o assunto imediatamente e recomendar medidas coletivas para manter ou restaurar a paz e segurança internacionais.

Marcelo Rebelo de Sousa representou Portugal na Assembleia Geral da ONU em setembro de 2019. Este ano, o primeiro-ministro português, António Costa, dirige-se à Assembleia Geral através de uma intervenção vídeo gravada.

Como se processam as decisões?

Cada um dos 193 Estados-membros tem direito a um voto na Assembleia. Na sua generalidade, as decisões são tomadas por maioria simples; no entanto, quando se trata de votações relativas a temas de elevada importância – como recomendações sobre a paz e segurança, eleição dos membros do Conselho de Segurança e do Conselho Económico e Social e questões orçamentais – a votação exige uma maioria de dois terços dos Estados-membros.

Nos últimos anos, ao invés de decidir por votação formal, a Assembleia tem feito um esforço para chegar a um maior consenso sobre as questões, fortalecendo assim o apoio às decisões tomadas. O Presidente da Assembleia Geral, depois de consultar e chegar a acordo com as delegações, pode propor que uma resolução seja aprovada sem votação.

E o que acontece depois?

O trabalho das Nações Unidas deriva, em grande parte, das decisões tomadas pela Assembleia Geral e é principalmente realizado por:

• Comités e outros órgãos subsidiários estabelecidos pela Assembleia para estudar e relatar questões específicas, como desarmamento, manutenção da paz, descolonização, desenvolvimento económico, meio ambiente e direitos humanos.

• O secretariado das Nações Unidas – o secretário-geral e a sua equipa de funcionários internacionais.

• O Departamento da Assembleia Geral e Gestão da Conferência, o ponto focal dentro do secretariado da ONU no que diz respeito a assuntos relacionados com a Assembleia Geral.

Em 2020…

A Assembleia Geral das Nações Unidas abre a sua 75ª sessão na terça-feira, 15 de setembro, às 10:00 de Nova Iorque (15:00 de Lisboa), imediatamente a seguir ao encerramento da 74ª sessão, na sede das Nações Unidas em Nova Iorque. Na sequência dos esforços contínuos para conter a propagação da pandemia da covid-19, a reunião plenária de abertura será realizada com medidas de distanciamento físico e contará com menos representantes de cada delegação, face às sessões anteriores.

O debate anual da Assembleia, onde chefes de Estado, de Governo e outros altos representantes nacionais apresentam os seus pontos de vista sobre as mais urgentes questões mundiais, será realizado de terça-feira, 22 de setembro, a sábado, 26 de setembro, e na terça-feira, 29 de setembro.

Este ano, excecionalmente, e devido às medidas preventivas relacionadas com a pandemia, cada Estado membro, Estado observador e a União Europeia podem apresentar uma declaração pré-gravada do respetivo chefe de Estado, vice-presidente, príncipe ou princesa, chefe de Governo, ministro ou vice-ministro, que será reproduzida na Assembleia Geral durante a reunião de alto nível, após uma introdução do seu representante no local.


Dia Internacional das Famílias destaca impacto da urbanização sobre os lares

As Nações Unidas marcam neste 15 de maio o Dia Internacional das Famílias com foco na urbanização e como melhorar a vida das pessoas...

Poluição luminosa ameaça travessia das aves migratórias

As Nações Unidas assinalam o Dia Mundial das Aves Migratórias duas vezes por ano: no segundo sábado de maio e de outubro. As aves migratórias...

Dia Mundial das Aves Migratórias combate poluição luminosa

Tema deste ano é “Reduza as luzes para as Aves à Noite”; mais de 80% da população do mundo vive sob céu iluminado; na...