A-Z índice do site

Semana Mundial da Amamentação destaca que responsabilidade é partilhada 

Os primeiros sete dias de agosto marcam a Semana Mundial da Amamentação. Todos os anos, autoridades de saúde realizam atividades nacionais e internacionais para aumentar a consciência sobre o processo. 

As comemorações são inspiradas na aprovação da Declaração Innocenti, visando proteger, promover e apoiar a amamentação. O documento adotado na cidade italiana de Florença, em 1990, foi mais tarde endossado por agências da ONU. 

Responsabilidade  

O processo definiu metas ambiciosas para a ação internacional promovendo o aleitamento. Participaram formuladores de políticas e entidades como o Fundo da ONU para a Infância, Unicef, e a Organização Mundial da Saúde, OMS. 

Ato de amamentar também ajuda a economizar custos para famílias

Unicef//Ilvy Njiokiktjien VII Photo

Ato de amamentar também ajuda a economizar custos para famílias

As atividades realizadas na Semana Mundial da Amamentação pretendem incentivar o aleitamento materno e promover a melhora da saúde dos bebês em todo o mundo. A meta é realçar que o ato de amamentar é a melhor fonte de nutrientes na primeira infância. 

Aumento  

O tema da Semana Mundial da Amamentação em 2021 é “Proteger o Aleitamento Materno: Uma Responsabilidade Compartilhada”. 

Em relatório publicado este ano, a OMS estima que nas últimas quatro décadas houve um aumento de 50% no aleitamento materno exclusivo.  

Declaração Innocenti definiu metas ambiciosas para a ação internacional promovendo o aleitamento

Unicef/UN0156352/Dubourthoumieu

Declaração Innocenti definiu metas ambiciosas para a ação internacional promovendo o aleitamento

O resultado da medida são 900 milhões de bebês se beneficiando com o aumento da sobrevivência, o crescimento e o desenvolvimento, graças à amamentação exclusiva. 

As vantagens do aleitamento vão desde a nutrição, a saúde e o bem-estar de uma criança ao longo da vida. O ato ajuda a reduzir alergias, eczema e asma, além de cânceres infantis, incluindo leucemia e linfomas.  

Custos  

O método também ajuda a economizar custos para famílias, unidades de saúde e governos ao proteger as crianças de infecções e salvar vidas. Além disso, consolida o vínculo emocional entre mães e bebês e tem um efeito positivo na saúde mental. 

Para as mães, o aleitamento reduz o risco de doenças como diabetes ou cânceres de mama e ovário.

Vídeo de aquivo: 


Momento crucial para ação climática: está acabando o tempo para evitar um aquecimento catastrófico

Um relatório inédito publicado esta quinta-feira por várias agências das Nações Unidas mostra que as concentrações de gases na atmosfera atingiram níveis recorde e...

UNICEF Portugal lança iniciativa “TENHO VOTO NA MATÉRIA”

Hoje, de 15 de Setembro, assinala-se o Dia Internacional da Democracia, instituído pelas Nações Unidas em 2007, com o objectivo de alertar para a...

76ª sessão da Assembleia Geral da ONU: resiliência através da esperança

Começou esta terça-feira a 76ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas. O novo presidente eleito do órgão, Abdulla Shahid, das Maldivas, apresentou cinco...