Unodc faz recomendações para combate às drogas na América Latina e Caribe

O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime, Unodc, lançou a Visão Estratégica para a América Latina e o Caribe 2022-2025 em Bogotá, na Colômbia.

Além da diretora-executiva da entidade, Ghada Waly, participaram o presidente colombiano, Ivan Duque, e ministros de Estado da região.

Agente da Polícia Judiciária vê drogas serem queimadas nos arredores de Bissau

ONU News/Alexandre Soares

Agente da Polícia Judiciária vê drogas serem queimadas nos arredores de Bissau

Esforços conjuntos

O documento fornece recomendações para o fortalecimento de esforços para prevenir e combater o crime organizado, drogas e corrupção. 

O texto é resultado de uma consulta a instituições dos Estados-membros, sociedade civil, academia, organizações regionais, ONU e instituições financeiras internacionais.

Representantes de países como México, Panamá e Brasil, também comentaram algumas prioridades com exemplos de ações nacionais e cooperação regional.

A diretora-executiva do Unodc diz que é necessário o apoio da região e de doadores para promover justiça e construir instituições que possam ajudar a “restaurar a confiança, aumentar as oportunidades e cumprir a promessa de um progresso mais inclusivo”. 

Colômbia

No evento, o presidente da Colômbia falou dos avanços e cooperação nos últimos anos, para enfrentar os desafios regionais à paz e à justiça.

Iván Duque lembrou que a cooperação multilateral na luta contra o crime tem sido um pilar das convenções internacionais relevantes. Ele afirmou que, usando essas novas visões, quer tornar o país mais fortes e bem-sucedido em suas ações.

O presidente também elogiou a decisão de tornar regional o escritório do Unodc na Colômbia. Para ele, a medida valida o esforço do país em se tornar se um membro mais ativo.

Brasil

De acordo com secretário nacional de Políticas de Drogas e Gestão de Ativos do Ministério da Justiça e Segurança Pública do Brasil, Luiz Roberto Beggiora, o país trata a questão com uma “abordagem patrimonial baseada na descapitalização financeira das organizações criminosas”.

Ele explicou que as medidas significam “tirar dinheiro do traficante ilícito e reinvestir no combate”.
Beggiora afirmou que no último ano, mais de US$ 200 milhões em ativos foram recuperados do crime. Ele adicionou que os recursos são reaplicados na prevenção e no combate ao tráfico de drogas. 

Visão Estratégica

O Unodc também ressalta que a Visão Estratégica com uma abordagem regional para a implementação até 2025. 

O texto se baseia nas três décadas de parceria da região com o escritório da ONU e representa um compromisso renovado de cooperar para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável até 2030.

A Visão Estratégica prioriza quatro das cinco áreas temáticas do Unodc: abordar o problema mundial das drogas, combater o crime organizado transnacional, lutar contra a corrupção e o crime econômico e melhorar a prevenção do crime e a justiça criminal.


Direito Internacional e Justiça

Entre as maiores conquistas das Nações Unidas está o desenvolvimento de um corpo de leis internacionais, convenções e tratados que promovem o desenvolvimento económico...