A-Z índice do site

Dia Internacional da Biodiversidade

22 de maio de 2019

“A biodiversidade, seja uma espécie ou todo um ecossistema, é vital para a saúde e o bem-estar dos seres humanos. A qualidade da água que bebemos, os alimentos que consumimos e o ar que respiramos dependem da boa saúde da natureza.”

Para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e enfrentar as mudanças climáticas necessitamos de ecossistemas saudáveis, uma vez que podem fornecer 37% da mitigação necessária para limitar o aumento da temperatura global.

No entanto, os ecossistemas do mundo enfrentam ameaças sem precedentes. Um novo relatório alarmante e assertivo da Plataforma Intergovernamental de Políticas Científicas sobre a Biodiversidade e os Serviços dos Ecossistemas revela que a natureza está a desparecer a um ritmo nunca visto na história da humanidade. Desde 1990, a Terra perdeu 28,7 milhões de hectares de florestas que ajudam a absorver as emissões nocivas de dióxido de carbono da atmosfera. Um milhão de espécies de plantas e animais estão em risco de extinção e mais de 90% da população de peixes marinhos estão em declínio ou são excessivamente explorados.

“Os impactos nas pessoas em todo o mundo serão graves. Segundo as previsões, as atuais tendências negativas da biodiversidade e dos ecossistemas minarão o progresso até 80% das metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Nós simplesmente não podemos permitir que isso aconteça.”

O Dia Internacional deste ano destaca o impacto da negligência ambiental na segurança alimentar e a saúde pública. O atual sistema alimentar do mundo está cada vez mais deteriorado. Milhares de milhões de pessoas não têm acesso a uma nutrição adequada. Aproximadamente um terço do que é produzido é perdido ou desperdiçado. A forma como crescemos, processamos, transportamos, consumimos e desperdiçamos alimentos é a principal causa da perda de biodiversidade, contribuindo, simultaneamente, para as alterações climáticas.

Precisamos agir rapidamente para reverter essas tendências e promover mudanças transformadoras. Existem soluções. Ao interromper as práticas prejudiciais ao meio ambiente, ao diversificar os nossos sistemas alimentares e ao promover padrões mais sustentáveis de produção e consumo, podemos melhorar a saúde global, aumentar a segurança alimentar e fortalecer a resiliência às alterações climáticas.

Neste Dia Internacional da Diversidade Biológica, peço a todos – governos, empresas e sociedade civil – que tomem medidas urgentes para proteger e gerir de forma sustentável a teia frágil e vital da vida no nosso único e excecional planeta.


últimos artigos