A-Z índice do site

Qual é a história do emblema da ONU?

O emblema das Nações Unidas foi aprovado pela resolução nº92 da Assembleia Geral a 7 de Dezembro de 1946.

Descrição: O emblema consiste numa “projeção azimutal equidistante do mapa mundo, centrada no Pólo Norte, inscrita numa coroa consistindo de ramos cruzados de oliveira, em dourado, com a água representada em branco. O mapa estende-se a 60 graus de latitude sul e inclui cinco círculos concêntricos”.

Simbolismo: os ramos de oliveira simbolizam a paz. O mapa do mundo retrata a área em que a ONU procura alcançar o seu objetivo principal: paz e segurança.

Utilização: Os documentos seguintes limitam o uso do emblema:

  • Resolução nº 92 da Assembleia Geral;
  • Regulamentos para o controlo e limitação de documentação – utilização do emblema das Nações Unidas em documentos e publicações de 15 de Janeiro de 1979 e a revisão de 23 de Janeiro de 2008

História processual: Foi na segunda parte da primeira sessão da Assembleia Geral que foi discutido o emblema oficial das Nações Unidas. O Secretário-Geral entregou um relatório à Assembleia Geral a 15 de Outubro de 1946. A Assembleia Geral discutiu o emblema em Novembro de 1946 e apresentou o seu relatório ao Plenário em Dezembro. A resolução nº92 foi adotada na reunião do plenário a 7 de Dezembro de 1946.

Saiba mais aqui:



Há um novo direito humano: o direito a um ambiente limpo

A resolução 48/13 foi adotada no dia 8 de outubro, quando a presidente do Conselho dos Direitos Humanos da ONU, Nazhat Shameem das Ilhas...

Prêmio Camões 2021, moçambicana Paulina Chiziane celebra “vitória para todas as lutas”

Diretor do Instituto Camões – da Cooperação e da Língua, com sede em Lisboa, diz à ONU News que a música é uma das...

Relatório ONU: governos no caminho errado para cumprir Acordo de Paris

Segundo o Relatório sobre o Défice de Produção, elaborado por diversos centros de investigação em associação com o Programa das Nações Unidas para o...